quarta-feira, 19 de maio de 2010


Despedida
Rosângela do Valle Dias


A magia da telinha se desfez.
Os meus versos, meus novos versos,
já não serão compartilhados.
A reflexão me leva a uma nova realidade.
A minha poesia se despede, neste momento,
do virtualismo agora frio e sem brilho.
A minha história está enriquecida com mais
uma experiência vivida.
Agradeço tudo aquilo que me fez feliz,
de alguma forma,
por alguns momentos,
por poucas horas,
por inesquecíveis instantes...
Agradeço ensinamentos, alegrias divididas,
emoções somadas, inspirações raras...
Peço desculpas por qualquer desconsideração.
Hoje, tudo está diferente.
Que a paz esteja presente!

BH/MG
08 de maio de 2010.
OBS: Postarei no blog todas as minhas poesias feitas e,
possivelmente, as que me inspirarei daqui para a frente.

4 comentários:

neli disse...

Rosângela..parabéns esse poema é maravilhoso,me emocionei ...um grande abraço

Rita Maria disse...

Ôi Rô,

Eu não sabia que você havia postado este poema, eu venho aqui de vez enquanto e dou uma olhada no seu Blog e no da Sônia Palone... Sou como um velho guarda vigiando uma casa abandonada numa rua qualquer...

Sou romântica e me doem as despedidas... Blogs e Flogs abandonados para mim são como casas onde já existiu o ruido de pessoas alegres ou o choro de pessoas triste, mas gente... Blogs e Flogs fechados são casas fechadas e em silêncio, tudo isto me dá um gosto de nostalgia na boca!

Você não foi e nem será a primeira ou a última...

Fica com Deus querida, admiro muito você!

Rita.

Anônimo disse...

Querida Rosângela
Nem posso imaginar que não mais estarei lendo seus versos tão lindos, cheios de sensibilidade que tocam no coração do leitor.
Bateu uma saudade e estou aqui relendo alguns. Deixo meu abraço
a você, poeta e pessoa que tanto admiro e que está em meu coração.
Beijos grande
Marilda Ternura

Sonia Pallone disse...

Me recuso tá? Além do mais quero continuar fazendo suas tags...Nadica de ir embora, pode quieta o facho ai! Brincadeirinha querida, mas se vc tem o bichinho da escrita dentro de vc, não vai conseguir se despedir nunca! Verá. Beijos da amiga de sempre.